Tours Berlin logo

Dresden

Uma Cidade Renascida das Cinzas

Dresden é, para nós e para milhões de visitantes que tiveram a sorte de a conhecer, uma das mais belas cidades da Alemanha. Esta cidade data do ano de 1206. No século XVII, Augusto, o Forte converteu Dresden numa cidade-fortaleza, mandando edificar monumentos imperiais de classe mundial. A 13 e 14 de fevereiro de 1945, a população civil indefesa de Dresden foi alvo do apocalipse: os bombardeamentos britânicos e aliados deixaram, durante dois dias, cair toneladas de bombas incendiárias, matando 35 mil pessoas, deixando centenas de milhares feridas e reduzido a cidade a cinzas. O bombardeio desnecessário é até hoje questionado. Terminada a 2ª Guerra Mundial, Dresden ficou sob o poder soviético que pouco ou nada fez para reconstruir a cidade. Quando a «cortina de ferro» caiu em 1989, havia edifícios imperiais ainda em escombros. A partir de 1990, com a Reunificação da Alemanha, foi levada a cabo a reconstrução destes edifícios imperiais, entre eles a «Frauenkirche» (Igreja de Nossa Senhora), reinaugurada em 2005 num evento que foi visitado por centenas de milhares de pessoas de todo o mundo.

Dresden é hoje de novo o que foi antes, a Florença de Leste, com edifícios imperiais de arquitetura diferente, que impressionam o visitante mal chega. O tour de Dresden dura todo o dia e inclui: Saída com o autocarro/ônibus de Berlim. Chegada a Dresden e passeio pela zona histórica, começando na Praça do Teatro, rodeado de majestosos edifícios imperiais, tais como a Igreja Católica Imperial «Hofkirche» e o antigo Palácio Residencial.

  • A Ponte imperial de Augusto «Augustusbrücke».
  • O Zwinger, coroado com o símbolo dourado da realeza, o chamado «Portal da Coroa», bem como a parte mais tranquila e romântica do complexo: o «Banho das Ninfas».
  • A Ópera «Semperoper», um belo edifício por dentro e por fora, que se converteu num modelo exemplar para todas as óperas do mundo.
  • Os Terraços de Brühl, um belo miradouro entre o rio Elba e a cidade, a que Goethe chamou a «Varanda da Europa».
  • O «Desfile dos Príncipes», uma impressionante representação da Dinastia Real, feito com 25 mil azulejos de porcelana de Meissen, cuja manufatura foi a primeira da Europa.
  • A «Frauenkirche» (Igreja de Nossa Senhora) é um monumento que se transformou num símbolo de fé de Dresden e do mundo inteiro, pois foi reconstruído graças a donativos de entidades e pessoas individuais de todo o globo. Depois de ter estado em ruínas por 60 anos foi reinaugurada a 30 de outubro de 2005, com um evento mundial a que assistiram centenas de milhares de pessoas.

Percurso de automóvel por toda a cidade antiga e nova, incluindo o grande parque da cidade.